Casalzinho combinandinho

28nov09
Sabe, eu tenho uma amiga, e também conheço outras pessoas que, às vezes, andam combinandinho com o namorado. Tipo assim, uma festa formal, como formatura ou casamento, a gravata do moço é da mesma cor do vestido da moça. É bacana, fica legal, até me remete àquela idéia do ‘se tornar um só’, como o padre diz na cerimônia de casamento. Tudo muito bonito, tudo muito romântico. E eu acho que é mesmo! Só que vem um outro lado da questão…
E o individualismo? E a vontade própria? Porque, mulher é uma coisa mesmo! Recebe um convite de casamento e já começa a maquinar o que e como vai se vestir no grande dia, que deveria ser grande mesmo só da noiva, neste caso. E isso com, no mínimo, 1 mês de antecedência! Você já parou pra pensar se, nesse tal dia, seu lindo namorado dormiu com a bunda descoberta e, para ele se sentir bem com ele mesmo, só vestindo um terno amarelo ovo?! E seu vestido não tem sequer um detalhezinho em dourado para ornar.
Calma, a intenção aqui não é gerar polêmica. E sim, fazer pensar. Exemplo:
Eu realmente acho o Kimi Raikkonen o piloto de F-1 mais lindo da vida. Mas vejam o sortudo do Jenson Button nessa foto ao lado. Juro que a primeira vez que vi, fiquei parada uns 5 minutos observando o caimento do terno do bunitenho. E, reparem, ele não está combinandinho com sua namorada! Confessem, vai! Eles estão super chics, não estão? Gente! Pára tudo e observe o alinhamento, tá perfeito no corpo dele!! Babei master, meeeesmo!
Dando um jump para um outro lado da questão… Não significa que, se você ama scarpins e ele só usa tênis e camiseta, você vai andar parecendo uma boneca do lado de um cara todo mal arrumado. Assim, vou dar um exemplo meu para ficar mais claro de entender.
Tive um casinho, rolo, ou qualquer coisa desse tipo, com um cara onde eu me esforçava para não me arrumar, só para não parecer exagerada ao lado dele. Afinal, não teria sentido eu vestir aquele casaco lindo, último lançamento da coleção outono/inverno daquela loja super bacana (é, não tô ganhando nada pra fazer jabá…) e ele, aquela calça jeans furada no meio das pernas, achando isso o ‘maior barato’, complementado com AllStar sujo e jaqueta de couro descascando… Hoje, eu que teria dito a ele que nossos estilos não combinam. Trash, eu sei! Em compensação, teve um outro que, não era um exemplo de homem bem vestido, mas ele até se preocupava com esse tipo de coisa. Tanto que, uma vez, trocou a jaqueta para ficar mais arrumadinho, só para me acompanhar.
É isso, food for thought. Até onde um casal pode ser um só, a partir de que momento deve preservar sua individualidade, sua personalidade, seu estilo próprio. Afinal, a imagem conta bastante. Mas será que ela precisa ser uma prova de amor?
Anúncios


3 Responses to “Casalzinho combinandinho”

  1. Amiga… eles pouco ligam pra isso, quando ligam (exceto os metro-sexuais que ninguém merece) . Então a gente molda como a gente quer. Vai por mim…

    Mas uma calça jeans surrada, com uma camiseta branca já fizeram estrago por aqui.
    Eu devo admitir.

    ; )

    • Hehehe!! Então, se moldamos como queremos, por que moldar como se fossem nosso espelho? Eu não, prefiro moldá-lo como ele é (ou será…), com o que ele tem de melhor, sabe? 😉

      Beeeeejo!

  2. Ah… mas é lógico…
    Não adianta vestir o George Cloney com as roupas do Eminen…
    Nem querer que o Cauã Raymond se vista como Hugh Grant…
    Mas nesses casos né, Brasil… pra quê roupa???

    ; )


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: